Filibustering no Supremo

Francisco Ferraz
Publicado em: 29/05/2017

O filibustering no cinemaNuma das sessões de julgamento do mensalão, o relator, ministro Joaquim Barbosa, num dado momento explicou as razões para uma determinada atitude sua como sendo uma medida destinada a evitar filibustering. Barbosa completou a expressão com um discreto sorriso malicioso.

O significado da expressão, ao que tudo indica, não foi compreendido, já que não provocou resposta do ministro a quem ela foi dirigida.

Na realidade trata-se de uma expressão peculiar ao Poder Legislativo americano, em especial ao Senado, inexistente em outros países. A origem do termo é filibuster, isto é, filibusteiro, corsário, pirata, em especial aqueles que frequentavam a ilha de Tortuga, no Caribe.

Filibuster é um artifício de discussão em plenário onde um parlamentar em minoria estende o debate sobre uma determinada lei com o único objetivo de obstruir sua votação, evitando desta forma que o projeto de lei seja efetivamente votado pela maioria que o aprova.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Olá, bom dia!! Sempre tenho lido as matérias do Política para Políticos que tem sido de grande valia para nossa vida cotidiana de legislador.


José Silva dos Santos
Capela do Alto Alegre - BA

Leia mais >>