COMPARTILHAR
Capa > Marketing > Oratória

Desconfiança e ceticismo: as resistências do público ao discurso.

Francisco Ferraz
Publicado em: 09/06/2017

O "discurso", como é convencionalmente entendido, se refere aquele tipo de oratória, onde uma pessoa, afastada do público por um púlpito ou palanque, fala, aos brados, para uma multidão que o escuta. Este, contudo, é apenas um tipo de discurso.

O discurso, no seu verdadeiro sentido, significa uma seqüência logicamente articulada de argumentos, mediante os quais uma determinada tese é apresentada.

O termo discurso, então, é muito mais amplo do que o conceito convencional de "discurso". É por meio dele que as idéias e argumentos de um orador se exteriorizam, como um instrumento de comunicação social.

Como se vê, o discurso, com este significado amplo, possui um nítido compromisso com a racionalidade. Ele se apóia em argumentos e apela para a razão, como elemento decisivo para lograr a persuasão de quem o ouve. Porém, há outros tipos de "discursos" que se apóiam em sensações e apelam para os sentimentos para persuadir. São discursos que pertencem à oratória da sedução.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Meu nome é Eliziane Mello, sou pré-candidata a Deputada Estadual pelo PSB, tenho 21 anos e sou formada em Biologia. Dizem que talvez eu seja a mais jovem candidata do RS e possivelmente do Brasil. Bem, eu sou leitora fiel, há bastante tempo, do página de vocês. O Glossário, por exemplo, virou meu xodó. Ele é de uma utilidade incrível. É claro, eu sigo a risca todas as dicas. Às vezes fico horas na frente do computador, lendo a página de vocês. É tudo maravilhoso.

Eliziane Mello
Santiago - RS

Leia mais >>