"Não aprenderam nada, nem esqueceram nada"

Francisco Ferraz
Publicado em: 26/05/2017

Charles Maurice de Talleyrand (1754/1838) foi o grande diplomata francês do fim do século 18 e início do 19. Hábil e inescrupuloso, serviu a vários regimes - de Luís 16 aos revolucionários, de Napoleão a Luís Filipe - naquele período conturbado da história de seu país.

Ele adquiriu notoriedade ao sintetizar em frases concisas e elegantes - mas também impiedosas e cínicas - o ceticismo quanto aos princípios políticos que povoavam a oratória de seu tempo. Como Maquiavel, Talleyrand interpreta a política como um jogo mais de interesses que de ideais, mais de egoísmo que de altruísmo - traduzindo uma visão não-convencional e marcadamente crítica do poder. Quando pronunciou a célebre frase

"Não aprenderam nada, nem esqueceram nada",

Talleyrand referia-se aos nobres que, após a derrota de Napoleão, voltavam do exílio. Tendo sido expropriados de suas propriedades, status e poder pela Revolução; escapado de perder suas cabeças na guilhotina e forçados a buscar o exílio para sobreviver, retornavam à França ansiosos para reaver o prejuízo, confiantes de que tudo voltaria a ser como antes. Recusavam-se a ver que a sociedade havia mudado para sempre.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Achei ótima a mudança. Continuem sempre objetivos!

Samuel Rodrigues de Oliveira
Sete Quedas - MS

Leia mais >>